"Uma língua neutra comum pode unir as pessoas de todo o mundo". Esta foi a conclusão a que se chegou no seminário "Esperanto como língua-ponte na Ásia Meridional", organizado pelo Centro de Estudos do Paquistão, da Universidade de Punjab. Bharat Kumar Ghimire, da Universidade Tribhuvan, de Katmandu, Nepal, foi o orador principal . Falando na ocasião, Bharat Kumar Ghimire disse que “a língua Esperanto tem o potencial para se tornar a segunda língua do povo em todo o mundo. A UNESCO já a listou entre as línguas universais. Os problemas da globalização podem ser resolvidos, se o problema linguístico for resolvido”.
     
   
A Liga Brasileira de Esperanto foi representada com muito sucesso no Ato Ecumênico pela Paz, que celebrou o Dia Mundial da Religião e o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, no último dia 21 de janeiro, na capital do Brasil, no Templo da Boa Vontade. Na ocasião, o presidente da Liga, Evandro Avellar, discursou para os convidados e para a plateia, discorrendo sobre a missão e importância do Esperanto como língua-ponte e depois recebeu os cumprimentos dos presentes, pelos benefícios que o Esperanto proporciona ao entendimento e à paz entre os diversos segmentos da sociedade.
     
   
Não é só no Brasil que o Esperanto tem grande tradição no meio radiofônico. Desde o início do rádio, países como Polônia, Áustria, China, Suíça, França, Hungria e outros iluminaram os céus do mundo com a luz da estrela do Esperanto. Muitos continuam a emitir programas na língua internacional neutra até hoje.
     
   
O Departamento Editorial da Associação Paulista de Esperanto relançou o livro Muzika Terminaro, do maestro colombiano Alfredo Aragon. A obra, publicada pelo próprio autor em 2011, teve considerável repercussão, apesar da pequena tiragem. A nova edição foi revista e ampliada. Aragon contou com o auxílio do esperantista húngaro Jozefo Hovard. O lançamento oficial ocorreu durante o 49º Congresso Brasileiro de Esperanto em Florianóplis.
     
   
A Associação Esperantista do Rio de Janeiro lançou uma campanha para a Bienal Internacional do Livro de 2015. O presidente da entidade, o professor Marcio Santos, publicou artigo sobre o assunto na edição deste mês da revista Rio Esperantista. De acordo com Santos, os custos giram em torno de 20 mil reais o que pode ser conseguido com a colaboração da comunidade esperantista. Detalhes no endereço: www.aerj.org.br.
     
   
Entre os dias cinco e oito de abril acontecerá o congresso da Associação Francesa de Ferroviários Esperantistas. As atividades terão lugar em Manoir de Kérallic, balneário localizado no oeste da França. Estão programadas atividades turísticas e musicais. Ocorrerá também a reunião anual dos ferroviários esperantistas franceses.
     
   
Estão abertas as inscrições para o curso de Esperanto na Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos do Distrito Federal (APADA/DF). As aulas são gratuitas e direcionadas para pessoas com qualquer grau de surdez. Serão abertas duas turmas no nível básico. No turno da manhã, as aulas acontecerão às quintas-feiras, das 10h20 às 12h00, com início previsto para 13 de março. Na parte da tarde, as reuniões serão às quartas-feiras, das 16h20 às 18h00, a partir do dia 12 do mesmo mês. O curso será ministrado pelo professor Evaldo Junior.